terça-feira, maio 05, 2009

Carpe Diem


Roma… Primeiro estranha-se… Depois entranha-se…

Quis o destino – e a presença de pessoas fantásticas na minha vida – que eu visitasse duas das mais carismáticas capitais europeias no último mês. Depois da luz e da magia de Madrid, eis-me chegado da visita a uma singular cidade de um dos mais singulares países da velha Europa.


Ao contrário de Madrid, Roma é uma cidade estranha, sombria. Marcada pelo caótico trânsito e pelo modus vivendi ao belo estilo latino, já se sabia que a capital italiana constitui um verdadeiro hino à história e à arte no seu máximo esplendor. O que custa algo a encaixar é a estranha mistura de cheiros, a manifesta falta de civismo das gentes ou o acumular de graffitis nos mais emblemáticos monumentos, mesmo que este seja o nome dado às inscrições feitas em paredes desde o Império Romano.


Mas isso passa. Porque o turbilhão de emoções da Piazza Navona, o meu local favorito de Roma, é uma das mais profundas demonstrações do que é a vida de rua de uma metrópole. Porque o suculento queijo, a deliciosa pizza ou a picante pasta soam a tudo menos a uma penosa dieta. Porque os imponentes frescos da Capela Sistina ou a majestosa Praça de S. Pedro, no Vaticano, não conseguem mesmo deixar ninguém indiferente. Porque o Coliseu, o Fórum Romano ou a Fonte de Trevi são efectivamente das mais belas maravilhas do mundo.

E sobra sempre tempo para tomar um chá na companhia das mais belas borboletas da natureza, numa invulgar, mas “molto bella” exposição descoberta na Galleria Borghese.

Mais aqui.

4 comentários:

Dina disse...

Quando nos perguntam "como foi a viagem a Roma?", temos muita dificuldade para traduzir em palavras tudo o que vivemos naqueles 5 dias. Gostámos mt de relembrar esses bons momentos nesta tua quase poética descrição.
Obrigado pela companhia e pela sempre boa disposição.

SÉRGIO E DINA LEONARDO

Anónimo disse...

hic sunt leones
aqui ha leoes, diz uma inscriçao latina. e de vida selvagem é feita toda a historia de Roma mas.......... ha tanta poesia e as romanticas praças falam por ela. Foi um prazer viajar convosco e tu, Ricardo es um aluno especial. ciao
Massimo

massimo disse...

Hic sunt leones
aqui ha leoes diz uma inscriçao latina. e de vida selvagem a historia de Roma é repleta...mas ha muita poesia e as praças dela falam alto este romantismo. foi um prazer viajar convosco e tu, Ricardo, es um aluno especial
Uma abraço
Massimo

LA pataias disse...

Bela viagem! Num louca correria absorvento arte por toda parte. Roma uma cidade com varias facetas e muuita historia!
Esperamos pla proxima!
hasta
LA