terça-feira, novembro 18, 2008

Palavras de Vida Eterna

Não tenhas medo, ouve:
É um poema
Um misto de oração e de feitiço...
Sem qualquer compromisso,
Ouve-o atentamente,
De coração lavado.
Poderás decorá-lo
E rezá-lo
Ao deitar
Ao levantar,
Ou nas restantes horas de tristeza.
Na segura certeza
De que mal não te faz.
E pode acontecer que te dê paz...

Miguel Torga

1 comentário:

Eugénia disse...

Miguel Torga não gostaria do título do seu post "palavras de vida eterna", mas tão só de "POEMA".
Há algo mais belo? Desligue o complicador, transmita simplicidade ao que é genuíno!!!
E Miguel Torga, ah, se era um Homem simples, que gostava dos simples, e um Poeta genial e genuíno!!!!