terça-feira, setembro 21, 2010

Carpe Diem
O Essencial do Gourmet na Invicta

O emblemático espaço do Palácio da Bolsa, na invicta cidade do Porto, acolheu no passado fim-de-semana, a 4.º edição da Essência do Gourmet. Ao longo de três dias mais de 9.400 visitantes passaram pelo Palácio da Bolsa, “aceitando o desafio de participar nos 50 cursos de cozinha diários e totalmente interactivos, ao lado de mediáticos chefes de cozinha”, sublinha Nuno Pires, director da Essência do Vinho, empresa organizadora da iniciativa em parceria com a Associação Comercial do Porto.

Na sequência de vitória em passatempo promovido pelas Caves Aliança, fui convidado a visitar aquele evento, que é, digamos assim, o irmão mais novo da Essência do Vinho. Como todos os irmãos jovens, nota-se alguma imaturidade da Essência do Gourmet em relação ao seu irmão mais crescidinho. Porque a comparação é inevitável, percebe-se que a Essência do Vinho é mais evento, com uma posição consistente no calendário da especialidade, uma verdadeira montra do mundo vitivinícola. Digamos que a Essência do Gourmet é algo mais híbrido (consegue contemplar actividades tão diversas como o life-cooking ou a degustação vínica), mais confuso (não me conseguem convencer que o método de abertura de inscrições 15 minutos antes de cada evento seja funcional) e, no essencial, mais familiar (estar lado a lado com um Rui Paula ou um Henrique Sá Pessoa não tem preço).

Ou se calhar até tem. É este o preço a pagar pela interactividade da iniciativa, que permite uma verdadeira participação activa do visitante, a qual não se resume ao mero provar do menu. A Essência do Gourmet está – a esse título brilhantemente – concebida para proporcionar uma verdadeira partilha de experiências e de sabores, lado a lado com os maiores chefes de cozinha, passo a passo com os melhores néctares da natureza, garfada a garfada com os mais diversos tipos de conceitos gastronómicos. E vale sempre a pena sublinhar o prazer que é percorrer os corredores do Palácio da Bolsa, a imponência daquele Salão Árabe ou a magia daquela Sala do Presidente, um espaço único que é absolutamente de louvar podermos encontrar aberto à cidade e ao mundo.

Um verdadeiro deleite para os sentidos, o essencial do Gourmet morou na invicta este fim-de-semana, uma experiência obrigatória para amantes – e não só – da cozinha de autor, uma experiência a repetir porque – claro, como sempre – a cidade do Porto recebeu-nos como só ela sabe. Porque um dia assim não termina sem uma visita ao verde de Serralves ou uma mítica foto enquadrada pelos Jardins do Palácio de Cristal.

1 comentário:

MagicBfly disse...

Pois, então e as fotos? Ai fica aqui uma pessoa de água na boca, não se faz lol